domingo, 31 de março de 2013

segunda-feira, 25 de março de 2013

Não me cheira bem


Andei xoxa todo o dia. Pensei que fosse da noite passada sozinha, as saudades do esposo a começar a estalar. Mas agora, que estou calma, tranquila, mais quietita, percebo que estas dores pelo corpo todo, esta garganta a rascanhar e este peso na cabeça, podem ser outras coisas. Espero que a coisa não piore.
 
 Acho que antes de ir para a cama me vou lambuzar com uma chávena de leite quentinho com muitoooo mel!!!
 

WTF????????

Aqui.   Inacreditável!!!

quinta-feira, 21 de março de 2013

Sabes que precisas de férias #2

... quando tens muitos projectos na cabeça que não podes concretizar por falta de tempo! Tenho aí umas cenas pensadas mas quero disponibilidade a 100%. Venham elas para eu poder avançar!

Estou a começar a pirar

Para a semana, o esposo vai estar fora.
Todos os meses é a mesma coisa mas, para além de ainda não me ter habituado, já há alguns meses que ele não vai a semana toda (só vai meia semana...).
Como se aguenta?

quarta-feira, 20 de março de 2013

Como é possível?

As pessoas são tão diferentes...
Felizmente, sei dar oportunidade aos outros de se expressarem, não me enervo quando os outros têm opiniões diferentes da minha, não imponho a minha palavra quando os outros têm outras teorias, and so on, so on...
Mas tenho de admitir que, muitas vezes, os outros estão a falar e eu a pensar "como é possível que haja pessoas com esta maneira de pensar?". É que são autênticas aberrações! Credo, que eu continue com a minha saúde mental intacta.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Novo rumo


 
...e sempre bem acompanhada!
Há pessoas que nos deixam marcas. Há gente que não conhecemos, se calhar nunca mais vamos ver, que deixam algo gravado em nós. Há histórias que nos deixam a pensar e nos fazem ver as coisas pelo lado positivo. Há pessoas desconhecidas que nos dão mais apoio e coragem num minuto do que muita gente amiga que nos rodeia todos os dias, todo o dia.
Hoje encontrei uma pessoa dessas.
 
E fiquei a pensar... de facto, não há coincidências. Será?

domingo, 17 de março de 2013

Como é possível sentirmo-nos tão dependentes de alguém?
Sei que não é bom, sei que nos devemos manter independentes. Mas eu não controlo isto: estou cada vez mais dependente do esposo. Se ele me falta, eu fico sem chão!

sexta-feira, 15 de março de 2013

quinta-feira, 14 de março de 2013

A leitura vicia

Livro do momento. Achei que não ia gostar mas estou a adorar.


Ai que dor

É o que dá trabalhar num edifício não muito novo...
Hoje, ao fechar uma janela no meu local de trabalho, fiquei com a janela na mão. Na mão, não é bem assim. Pois que eu não tive força para a segurar e ela foi direitinha ao meu joelho direito. Vi estrelas. Daquelas bem brilhantes. Fiquei imóvel largos minutos até recuperar. Disse MUITAS asneiradas. Fiquei um tanto ou quanto incapacitada. Só me lembrei depois que isto poderia ser considerado um acidente de trabalho. Só espero que isto não traga complicações.

Estou maluquinha de todo

Passei a semana toda a não desejar uma coisa.
Hoje, desejo-a com toda a força.
Do melhor!

quarta-feira, 13 de março de 2013

Neve

Eu gosto de neve, o esposo gosta de neve.
Da nossa janela vê-se a serra coberta de neve, branquinha que nem ela.
Mas está difícil arranjar um fim-de-semana para ir matar as saudades. Também são tantas coisas ao mesmo tempo na cabeça que nem há tempo para pensar nisso.
Pode ser que ela se mantenha por algum tempo (ou até mesmo que aumente) e ainda consigamos arranjar um buraquinho.
 
PS- Podia ser numa casita destas! Não me importava.

???

Há gente mesmo estranha. Como se consegue passar algumas (muitas) horas com outras pessoas e não se abrir a boca para nada? Causa-me espécie...

segunda-feira, 11 de março de 2013

Estamos a ficar velhos

Já avisei o esposo: tendo em conta a quantidade de medicação que anda a uso nesta casa, não tarda nada e quem nos quiser ver é com a "cestinha dos remédios" atrás. Não há hipótese. Todas as semanas o stock tem aumentado, pelo menos, uma caixa.

O que fazem?

Esta noite foi uma noite muito agitada. Geralmente, durmo bem. Faço mesmo por dormir 8 horas por noite porque só assim me sinto bem. Rapidamente adormeço e acordo cerca de 5 minutos antes do despertador tocar (mas sinto-me mais segura se o puser a tocar). Sinto que o meu sono é mesmo reparador. O que não aconteceu esta noite: demorei a adormecer (não tenho paciência para andar às voltas na cama), acordei muitas vezes (apesar de acordada, nem pensar em levantar-me) e pela manhã e durante todo o dia senti-me exausta. Como pode??? Não pode, óbvio. Ainda bem que isto não é o habitual. Não quero sequer pensar o que passa quem sofre de insónias...
Alguém me aconselha alguma mesinha caseira para usar nestas situações?
 
 

domingo, 10 de março de 2013

Done!


Como se faz?

Hoje tenho (temos) uma missão difícil a fazer.
Como é que se faz uma coisa que, na verdade, não se tem vontade de fazer mas que é daquelas coisas que se tem mesmo de fazer?
Acho que sei:
  • Temos mesmo que fazer;
  • Adiamos o máximo que conseguimos com desculpas, no mínimo esfarrapadas (ou talvez não);
  • Ficamos entre a espada e a parede;
  • Não temos tempo para pensar e fazemos e pronto.
É a treta do politicamente correcto! Não para nos sentirmos bem mas porque sabemos que os outros estão à espera que o façamos e, quase de certeza, ficariam magoados se não o fizéssemos.
Muitas vezes, ou a grande maioria, o nosso inconsciente leva-nos a caminhos que nós não queremos pelos mais diversos motivos. Nem que não seja porque não queremos magoar quem amamos. Mas, puxa... é preciso sofrer?
 
Já que tem de ser, que corra tudo calmamente!
 

sábado, 9 de março de 2013

Sábado à noite


Tanta chuva, tanta chuva!
E eu aconchegada nos braços do esposo, a pôr as minhas leituras blogosféricas em dia.

Sábado de manhã

Hoje foi dia de resolver algumas coisas pendentes. Andámos no centro da cidade, num sábado de manhã, (já nem me lembro). Fez-me lembrar a infância, quando uma saída ao sábado de manhã, significava compras semanais, sair da rotina, tempo para apreciar cada pormenor. Entrar em cada loja diferente, com o maior tempo do mundo fez-me recordar o tempo em que o maior problema era decidir qual a brincadeira escolhida... Falta só resolver a prenda do dia do Pai (será para uma próxima) e a prenda de aniversário do esposo (estava acompanhada por ele e não dava muito jeito).
 

quinta-feira, 7 de março de 2013

Sempre o mesmo

O aniversário do esposo está aí e, mais uma vez, estou a ver-me aflita para escolher o presente ideal. Tenho ideias, sei que ele iria gostar mas, a nível de orçamentos eu sonho muito alto. Gostava de ser daquelas pessoas práticas que de qualquer pechincha fazem grandes obras. Mas, de facto, essa não é a minha praia. Tenho de dar mais voltas à cabeça.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Ando aí com uma tentaçãozita. Amanhã acho que me vou decidir à séria e arriscar. Vou-me sentir, com toda a certeza, com todo o ego lá no alto...

domingo, 3 de março de 2013

Toda a gente diz que este ano está a passar num rápido.
Eu tenho cá para mim que este está a ser o ano mais longo da minha existência.
Podemos acelerar mais um pouquito, please???
 
 

Do sonho de um fim-de-semana tranquilo...

... a um fim-de-semana cheio de agitação!
 

sexta-feira, 1 de março de 2013

Dilema: café ou não café?

Amo de paixão café!
Não me sinto dependente dele mas dou tudo para tomar um bom café. Para mim, um bom café, para além de ter um sabor muitooo intenso, tem de ser muitooo quente, chávena mesmo a escaldar e o dito cujo a fumegar que nem uma fogueira. Não interessa se é curto ou comprido, não interessa se é doce ou amargo, tem é de ser quente.
Mas ultimamente tenho pensado em deixar esta minha paixão. No máximo, tomo até três cafés por dia. Geralmente são só dois: um após o pequeno-almoço e outro depois do almoço. Esporadicamente, vou até ao terceiro, este ao meio da tarde. À noite nunca tomo.
O problema é que pomo-nos a ler tanta coisa... Faz bem a umas coisas, faz mal a outras e depois ficamos com dúvidas existenciais. Mas eu gosto tantooo...

Março, mês da Primavera???