quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Quase sexta-feira

Esta semana tem sido estafante. Não sei se sou eu que ando a precisar de férias e tudo me parece monstruoso ou se as coisas andam mesmo ao rubro. E por incrivel que pareça, o que mais stress me causa, é chegar a casa e esperar que mister esposo chegue. Não ando com paciência de estar sozinha. Quero-o aqui ao pé de mim e hoje, por exemplo, só chegou perto das 20horas. Raios...

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Pânico doloroso

Já há muito não acontecia. Antigamente, (muito antigamente), acontecia frequentemente mas nestes últimos tempos não.
Dói que se farta, fica feio que se farta e não sei que faça.
 
Tenho uma pele de merda (é mesmo assim). Sempre tive borbulhas, coisa que abomino. Fiz vários tratamentos mas o problema fica tratado apenas por algum tempo e, depois, tudo volta.
 
Dia 7 tenho um acontecimento importante e gostava de ir bonita mas estas borbulhas ENORMES, daquelas que encaroçam, moem para dentro e doem que só elas, resolveram atingir-me e não sei que faça. 

domingo, 25 de agosto de 2013

Domingo

Por aqui, hoje, é dia de recuperação.
Depois de uma semana a um ritmo alucinante, depois de um sábado agitado, um domingo para o puro relax.
E só de pensar que a esta hora podia estar a despedir-me do meu Homem por uma semana até me dá uma coisa. Mas nem tudo é mau e não vou ser presenteada com a falta da companhia dele esta semana. Ainda bem!

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Rescaldo da noite

Bem... se a coisa não andava fácil, esta deu cabo de mim: o senhor meu esposo resolveu passar a noite na urgência do hospital.
Estou que nem posso.
Vou ali descansar rapidinho porque amanhã o dia promete ser longo.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

A suspirar por amanhã!

Esta semana tem sido de gritos.
Ainda bem que amanhã já é sexta-feira. Se bem que não se espera um fim-de-semana propriamente tranquilo.

domingo, 18 de agosto de 2013

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Dia de matar as saudades...

 
... e pôr as coscuvilhices em dia!
E cada uma melhor que a outra. O queixo colou à mesa.
Tenho pena que a sociedade esteja como está.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Soutiens

Das coisas que mais detesto comprar, imaginem só, é soutiens. Não a lingerie em geral mas soutiens.
Sempre tive muitos complexos porque, o que muitas acham que é maravilhoso, fantástico, do melhor, eu acho que é feio, horrível e pouquíssimo funcional. Sim, o meu peito é um pouco exagerado. Quem olha diz sempre que não, que tem um bom tamanho, quem me dera and so on, and so on. O que essas pessoas não sabem é das horas que eu passo atrás de um soutien em condições. Essas coisas das lojas da especialidade é muito bonito mas de especialidade não têm nada. Têm o que as outras têm: soutiens para quem não tem mamas. E, sim, as minhas são grandes mas não são das maiores. Imagino o que quem as tem maiores passa. E depois dizem que as mulheres portuguesas não sabem escolher soutiens.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Ando muito assustadiça

Haviam de ter visto o pulo que dei quando hoje, Ele pôs a chave na fechadura para entrar em casa.
 
 

Coisas do meu HOMEM

Nunca tive dúvidas da minha escolha. Apesar das coisas nem sempre terem sido da maneira que eu gostava... Mas a cada dia que passa, a cada dificuldade que surge, tenho a certeza que este meu homem é único, incomparável e insubstituível. E o melhor de tudo: consegue sempre surpreender-me!

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Estas coisas da celulite

Nunca fui muito de pensar nestas coisas mas, ultimamente, tenho-me sentido um pouco triste quando olho com olhos de ver para a minha pessoa. Reconheço que a coisa não está assim tão má mas, o que é certo, é que não gosto. A modos que, muito gradualmente, a ideia do exercício físico está a matutar na minha cabeça e não sei o que decidirei futuramente.
Por outro lado, tenho passado um pouco mais de tempo em frente à televisão e tenho visto bem as coisas. Se aquelas que toda a gente espera que estejam irrepreensivelmente impecáveis não estão nem aí para esses pormenores celulíticos (pelo menos aparentam!), porque é que eu (simples pessoa normal) me ando a chatear tanto com isso?
É tão bom quando após um dia inteiro de espera, ele chega mais cedo do que o habitual.
Parece que a alma fica rejuvenescida.
Estou cada vez mais dependente.

Olá Agosto!